Cartinha a vocês, leitores

Ilustração da artista Polayumi, criada com base numa foto minha postada no Instagram - morri de fofura!

Para quem me acompanha aqui no blog há um certo tempo, acho que deve ter ficado clara a importância do Japão para mim. Foi lá que abri a cabeça para muita coisa nova, que me aventurei em novos projetos de vida e que descobri uma vocação profissional. Mas esse processo não teria sido o mesmo sem a possibilidade de compartilhar meus devaneios e de interagir com vocês. Sem receber seus comentários, sugestões, críticas e elogios. Sem trocar mensagens. Sem receber indicações de lugares, filmes, livros (e até mesmo pdfs de livros!). Sem receber orientações sobre a minha atuação profissional (juro!) e propostas de projetos e de parcerias que foram surgindo ao longo do último ano.

Foi depois dessa entrevista que a consultora de marketing digital Juliana Negrão fez comigo que me dei conta de que poderia falar muito mais sobre a importância dessa interação com os leitores/seguidores. Vocês merecem saber mais a respeito.

Mais do que transmitir um pouco das minhas impressões sobre o Japão, sinto que o Peach virou uma comunidade onde trocamos experiências. Uma das provas disso é o fórum de discussão que virou o post sobre gohan, em que vocês dividiram hábitos, histórias e sentimentos sobre o arroz japonês. Foi lindo!

Uma coisa que acho curiosa é que os perfis de quem me acompanha são muito variados. São descendentes descobrindo o país de origem de suas famílias, gente que morou lá durante um tempão e acompanha o blog para matar as saudades, pessoas que não têm absolutamente nenhuma conexão genética com o Japão mas que amam a cultura (e esbajam um nihongo invejável), não-descendentes que namoram ou são casados com nikkeis, gente que adora viajar e que sonha em conhecer o país, brasileiros que moram no Nihon… Fora o tanto de talento que tem aí no meio! Artistas, fotógrafos, arquitetos, estilistas, designers, chefs, artesãos, escritores, ilustradores… Tenho conhecido o trabalho de vários de vocês e aproveito para babar um pouco 😉

Mas, além do interesse pela cultura japonesa, uma coisa que vocês têm em comum – e talvez não se deem conta – é o apoio que me dão nessa jornada. Não é fácil obter reconhecimento quando tentamos mostrar um Japão diferente do que vemos por aí. Normalmente, é só colocar as palavras “Japão” e “bizarro” num título que – BOOOM – 2 milhões de views. E, a essa altura, vocês sabem que nunca vão encontrar um título desses por aqui.

Então, receber tantas mensagens como “este é o melhor blog de viagens que já li”,  “você escreve muito bem”, “o melhor conteúdo sobre o Japão”, “só confio no seu blog” é GRATIFICANTE.

Dentro de alguns dias volto ao Japão para uma nova temporada, cheia de ideias e inspiração. E devo isso a vocês. Muito obrigada <3

ps1: Nos próximos três meses talvez seja um pouco difícil de manter o blog atualizado regularmente, mas estarei no Instagram direto, inclusive fazendo vídeos para o stories. Me acompanhem por lá: instagram.com/peachnojapao 🙂

ps2: Escolhi a ilustração da @polayumi para acompanhar este post porque acho que representa bem todo o carinho que recebo de vocês. Obrigada por tanta delicadeza, Paula! 

 

 

Produtora de conteúdo interessada em cultura e artes, juntei meu fascínio pelo país de origem dos meus avós com a minha paixão por compartilhar histórias para criar o Peach no Japão. Aqui vocês encontrarão devaneios sobre cultura japonesa, histórias de viagem e dicas que não estão nos guias 😉
Compartilhe:

Comentários

comments

Filed under Devaneios

Produtora de conteúdo interessada em cultura e artes, juntei meu fascínio pelo país de origem dos meus avós com a minha paixão por compartilhar histórias para criar o Peach no Japão. Aqui vocês encontrarão devaneios sobre cultura japonesa, histórias de viagem e dicas que não estão nos guias ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *