Monte Kurama: visual incrível, boas energias e comida deliciosa

O Monte Kurama, ao norte de Kyoto, é um desses lugares que passei a incluir na listinha de “imperdíveis” no Japão.

Esta região é conhecida por ser o berço do reiki, terapia holística que se baseia na transmissão de energia através das mãos. A história diz que Mikao Usui, o criador do reiki, meditou por 21 dias perto do topo da montanha, ao lado de uma grande árvore de cedro, onde recebeu a energia de cura.

A aura mística permeia toda a região. No trajeto entre a estação até o topo do monte, que leva de 30 a 40 minutos de caminhada, estão templos budistas e santuários xintoístas, como o Kurama-dera e o Yuki jinja.

 

O que mais me impressionou foi a natureza, que não é mera coadjuvante aqui. O visual é lindo em todo o percurso, que também conta com essas casinhas bem antigas em madeira, conferindo mais charme ainda à região.

Peach_no_japao_monte_Kurama_Kyoto2

Antes de começar a trilha, paramos para almoçar num restaurante que servia soba e udon. É até estranho chamá-lo de “restaurante”, pois parecia que estávamos na casa de alguém. Logo depois da entrada, seguindo por um pequeno corredor, fomos levados à uma sala em tatami (zashiki), que contava só com 4 mesas. Pra completar, a comida era maravilhosa. Eu confesso que não era fã de udon – até esse dia!

E, depois da trilha, nada mais relaxante que um banho em águas termais. A dez minutos a pé da estação de trem, fica o ryokan Kurama Onsen. Você pode pernoitar lá ou apenas desfrutar do onsen, pagando uma taxa de 1000 ienes.

Lugar incrível, boas energias, comida gostosa e um relax no onsen. Precisa de mais? 🙂

Pegando um trem na estação Demachi-Yanagi, em Kyoto, leva-se meia hora pra chegar na estação Kurama. Veja aqui mais detalhes: http://www.japan-guide.com/e/e3933.html 

 

Produtora de conteúdo interessada em cultura e artes, juntei meu fascínio pelo país de origem dos meus avós com a minha paixão por compartilhar histórias para criar o Peach no Japão. Aqui vocês encontrarão devaneios sobre cultura japonesa, histórias de viagem e dicas que não estão nos guias 😉

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *