Flores, flores, muitas flores

Japoneses anseiam pela primavera. É hora de começar a desencapotar, ir pro parque, aproveitar o solzinho, fazer piquenique e beber – bastante! E, claro, ver as árvores de cerejeiras, que deixam as paisagens do país muito mais bonitas. Isso se chama “hanami”, “hana” significa flor e “mi” vem do verbo ver. Ou seja, apreciar as flores.

Tem até a previsão do florescimento das cerejeiras (sakura), que pode ser acompanhada em alguns sites como esse: http://www.japan-guide.com/e/e2011.html

O auge do florescimento dura mais ou menos uma semana, então não dá pra bobear muito. Nessa semana, fui em três lugares diferentes, em três dias seguidos, e percebi como, de um dia pro outro, as flores já estavam mais abertas e mais bonitas.

Parque Kitanomaru, Tóquio

Parque Kitanomaru, Tóquio

Parque Kitanomaru, perto da estação Kudanshita, no último domingo. O dia estava lindo, céu azul, solzinho, piquenique no gramado, mas as cerejeiras estavam tímidas ainda.

Parque Kitanomaru, perto da estação Kudanshita, no último domingo. O dia estava lindo, céu azul, solzinho, piquenique no gramado, mas as cerejeiras estavam tímidas ainda

Parque Yoyogi, na segunda. Flores já bem mais abertas (mas eu, cabeçuda, tinha esquecido o cartão de memória da câmera e só fiz umas fotos meia-boca com o celular)

Parque Ueno na terça. Flores no auge, muita gente estendendo suas toalhas azuis pra curtir um piquenique

Parque Ueno, na terça. Flores no auge, muita gente estendendo suas toalhas azuis pra curtir um piquenique

Parque Ueno lotado em plena terça-feira

Parque Ueno lotado em plena terça-feira

Senhorzinho japonês muito gentil que arrumou um lugar VIP pro nosso grupo, no meio de tanta gente

Senhorzinho japonês muito gentil que arrumou um lugar VIP pro nosso grupo, no meio de tanta gente

Leve comida e bebida o suficiente pra passar todo o dia porque o hanami também é bonito durante a noite, quando acendem as lanternas :)

Leve comida e bebida o suficiente pra passar todo o dia porque o hanami também é bonito durante a noite, quando acendem as lanternas 🙂

Produtora de conteúdo interessada em cultura e artes, juntei meu fascínio pelo país de origem dos meus avós com a minha paixão por compartilhar histórias para criar o Peach no Japão. Aqui vocês encontrarão devaneios sobre cultura japonesa, histórias de viagem e dicas que não estão nos guias 😉
Compartilhe:

Comentários

comments

Filed under Tóquio, Turismo

Produtora de conteúdo interessada em cultura e artes, juntei meu fascínio pelo país de origem dos meus avós com a minha paixão por compartilhar histórias para criar o Peach no Japão. Aqui vocês encontrarão devaneios sobre cultura japonesa, histórias de viagem e dicas que não estão nos guias ;)

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *